05.jan.2016

cinco vértices são os sentidos da união na mão nos sonhos eternos das quinas de uma população somos 5 e um universo uma plageia de espaço infinito num conforto quase universal não seja a razão uma mais casa decimal

cinco pontas tem o destino no fado de um só indicativo seguir à justa a regra da lei sem qualquer perigo no abismo é tombar na palma simples e aberta de planícies e montanhas desertas onde a seca impera e sse chora é nela que a gente se esfrega

tão diferentes que somos que nos distanciamos do que fomos, espécimes em velas desenhadas esperando o suceder para aquecer na sombra da iluminação, derretendo pelas pontas até encontrarmos o fundo à enorme questão

quem somos quem eles são, são os cinco dedos diferentes que formam a nossa mão.

©ana’Carvalhosa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s